16 de outubro de 2018 - 19:23

Cidades

01/07/2018 22:51

Multas ambientais em propriedades no Parque Serra de Ricardo Franco em MT somam R$ 260 milhões

Parque estadual tem 158 mil hectares e foi criado em 1997 no município de Vila Bela da Santíssima Trindade. Ao todo, 79 imóveis que estão parcial ou totalmente dentro do parque tinham irregularidades.

 

Ao longo de 2017, as fiscalizações ostensivas da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema-MT) no em propriedades no Parque Estadual Serra de Ricardo Franco geraram multas de R$ 260 milhões. A unidade fica no município de Vila Bela da Santíssima Trindade, a 560 km de Cuiabá.

Ao todo, 79 imóveis que estão parcial ou totalmente dentro do parque tinham irregularidades.

Foram visitados, 134 propriedades. As ações geraram 160 processos, 83 autos de infrações e 76 termos de embargo.

Outras 55 propriedades não apresentaram infrações ambientais. Neste caso, os proprietários foram notificados para que mantenham suas áreas preservadas, permitindo a regeneração da vegetação nativa nessas áreas.

O parque é uma das unidades de conservação estadual com maior potencial turístico de Mato Grosso. Em sua extensão a unidade abriga centenas de cachoeiras, piscinas cristalinas, vales e uma vegetação que reúne floresta Amazônica, Cerrado e Pantanal, com espécies únicas de fauna e flora, algumas ainda desconhecidas da ciência.

O parque também abriga a cachoeira do Jatobá, a maior do Estado e quarta maior do país, com 248 metros de queda.

A unidade de conservação faz fronteira com o Parque Nacional de Noel Kempff, em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia).

O parque

O parque estadual tem 158 mil hectares e foi criado em 1997 por meio do Decreto Estadual nº 1.796, mas ainda não foi efetivamente implantado.


Copyright 2016 -  Todos os direitos reservados

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo