24 de setembro de 2018 - 21:20

Cidades

Período Eleitoral 04/09/2018 14:28 Por G1 MT , site Olhando a Notícia

Estudantes ficam sem aula de português por falta de professor em MT e direção diz que não pode contratar no período eleitoral

Professora de português saiu de licença maternidade e a escola não pode contratar substituto, porque contratações são proibidas no período eleitoral. Para o TRE-MT, faltou planejamento.

Por falta de professor, estudantes da Escola Estadual Monteiro Lobato, em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, ficaram sem aulas de português durante 15 dias. A direção diz que não pode contratar porque uma lei proíbe a contratação em período eleitoral.

A professora saiu de licença maternidade e a escola não pode contratar um professor substituto, porque durante o período de eleições as contratações são proibidas.

Para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), faltou planejamento.

O diretor da escola informou que não conseguiu planejar a contratação de um novo professor por que foi pego de surpresa pela determinação da justiça, que proibiu as contratações.

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) informou que, antes do período eleitoral, orientou as unidades escolares a organizar o corpo docente disponível para que as atividades pedagógicas fossem executada.

A Seduc explicou também ter autorizado horas adicionais aos professores, até que seja encontrada uma solução para o problema e que cada escola vai montar um calendário de reposição das aulas perdidas.

Ainda não há data para essas reposições. A direção da escola disse que nesta terça-feira (4) uma pedagoga assumiu as aulas de português.


Copyright 2016 -  Todos os direitos reservados

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo